Superfície azul

QUEM SOMOS

HISTÓRICO

    A Escola de Segurança Multidimensional (ESEM) faz parte do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da Universidade de São Paulo (USP). Inicialmente, foi criada por uma parceria entre o IRI e a Organização dos Estado Americanos (OEA) para o desenvolvimento de cursos de formação continuada e redução de assimetrias para policiais dos mais diversos países do continente americano. 

        Desde sua inauguração, em 2015, a ESEM vem desenvolvendo projetos de educação em segurança e prevenção e combate à mercados ilícitos e organizações criminosas. Utilizando uma abordagem econômica das redes ilícitas, a instituição compreende um grupo de pesquisadores de dentro e fora da USP voltados à buscar soluções eficientes no uso dos recursos disponíveis e eficazes quanto aos resultados observados. 

         Outra característica da ESEM é a busca da  integração entre os resultados de pesquisas produzidas no ambiente acadêmico com o conhecimento proveniente das instituições de segurança pública e justiça. Em nossos projetos, profissionais do setor e alunos de nossos cursos são constantemente chamados a integrar o grupo de instrutores de edições posteriores. 

        As duas edições do Curso de Desenvolvimento e Profissionalização Policial (2017 e 2019), realizadas em parceria com a OEA, reuniram agentes de segurança dos Estados latino-americanos para discussão das ameaças representadas pelo crime organizado transnacional, apresentar boas práticas e discutir oportunidades e mecanismos de cooperação em segurança diante da escalada tecnológica que vem sido tomada pelos mercados ilícitos atuantes na região. Em cada uma das edições do Curso foram formados 60 policiais de 27 países das Américas durante quatro semanas entre aulas teóricas, práticas e visitas a centros de excelência.

        Outro projeto que merece destaque foi o Curso de Ética Policial (2016 e 2018), realizado no Uruguai com o objetivo de apresentar aos policiais do país as boas práticas internacionais para a atividade e responsabilidade social da profissão e ações policiais. Os alunos da turma presencial figuraram como instrutores nas duas edições seguintes do curso, ambas à distância. Com o curso presencial foram formados 25 oficiais graduados da Polícia Nacional do Uruguai (PNU). Na versão de Ensino à Distância (EAD), oferecidos em julho de 2017 e maio de 2018, graduaram-se 1055 policiais da PNU. 

         Por fim, há que se destacar a participação no programa PMI Impact, sob o qual a ESEM foi selecionada para suporte financeiro devido ao projeto de Cooperação Policial na Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Paraguai). Neste projeto (iniciado em 2019), estamos desenvolvendo um Atlas jurídico-institucional da região com informações comparadas sobre códigos, leis e instituições de justiça criminal,  um curso para policiais dos países da região para discutir estratégias de cooperação em operações e redução de assimetrias quanto ao compartilhamento de informações e formação policial. Seguindo a estratégia implementada no curso de Ética Policial citado acima, este projeto contará com a modalidade de curso presencial a ser oferecido para 80 alunos e na modalidade de Ensino à Distância (EAD) para 500 policiais atuantes na tríplice fronteira: Brasil (350), Argentina (50) e Paraguai (100).

Árvores de cima

VISÃO

Tornar-se um centro de referência e excelência em pesquisa científica, desenvolvimento de políticas públicas, gestão de projetos, consultoria e educação continuada para organizações de Segurança e Defesa e seus agentes na América do Sul.

Satélite

MISSÃO

O desenvolvimento de pesquisa, conteúdo, cursos e ferramentas de qualidade para organizações de Segurança e Defesa.

Screen Shot 2021-06-15 at 15.30.18.png

VALORES

Gestão Horizontal

Valorização Profissional

Liderança

Dinamismo

Compromisso com Resultados de Qualidade

Equipe Qualificada

Contato com agentes de campo

Instalações e Recursos para treinamentos

Foco no
Parceiro Institucional

Transparência

Disponibilidade

Conteúdo Especializado

Inovação

Inovação em processos e serviços

Atenção aos avanços globais nas áreas de atuação

Difusão de boas práticas

Cooperação

Redução de Assimetrias

Profissionalização

Fomento de Cooperação Operacional e Institucional